SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número46Pandora revista: considerações sobra a mulher, sua saúde e seus direitos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Bookmark


BIS. Boletim do Instituto de Saúde (Impresso)

versão impressa ISSN 1518-1812

BIS, Bol. Inst. Saúde (Impr.)  no.46 São Paulo dez. 2008

 

Editorial

 

 

Regina Figueiredo; Silvia Bastos

Pesquisadoras do Instituto de Saúde e Editoras responsáveis por esta edição

 

 

Os 20 anos de SUS - Sistema Único de Saúde nos remetem à reflexão de como andam os avanços das políticas públicas no país. A Saúde Sexual e Reprodutiva é uma das áreas da Saúde mais beneficiadas nas propostas de saúde, introduzidas a partir da Constituição Federal de 1988 e no SUS, por ela proposto, configurando-se numa pauta de estratégias para benefício, principalmente, de mulheres e adolescentes.

Por este motivo, esta edição do BIS - Boletim do Instituto de Saúde adentra temas da Saúde Sexual e Reprodutiva, discutindo as diversas questões a ela relacionadas.

Em "Pandora revista: considerações sobre a mulher, sua saúde e seus direitos", nossas alunos de Aprimoramento em Saúde Coletiva, Cardillo, Rezende e Oliveira fazem uma retrospectiva do que a Saúde Sexual e Reprodutiva representa enquanto avanço histórico nas condições da mulher brasileira; Figueiredo dá seqüência, apresentando aspectos da sexualidade feminina relevantes de serem observados para um bom trabalho em Saúde Sexual e Reprodutiva com mulheres e meninas; Viegas et al. apresentam uma discussão sobre a tão pouco estudada depressão pósparto; Bastos e Silva apresentam as peculiaridades das percepções femininas sobre sua condição de mulheres e sobre as doenças sexualmente transmissíveis (DST) e seus riscos; Santos apresenta a importância da contribuição das mulheres na produção científica brasileira sobre HIV/aids; Figueiredo, Castro Filho e Bastos discutem a prioneira iniciativa de oferta da camisinha feminina na rede básica de saúde do município de São Paulo; Kalckmann reforça a importância deste método e da preparação de serviços e profissionais de saúde para acolherem a sua demanda. Especificando o público adolescente, Figueiredo, Pupo e Segri apresentam um retrato das práticas sexuais e preventivas de adolescentes; Pirotta et al. avaliam esforços com relação à proposição de Educação Sexual nas escolas para este público e Barbosa e Pirotta realizam uma avaliação da implantação do Programa Serviços Amigáveis de atenção a adolescentes em unidades de saúde. A edição é fechada com Kalckmann et al. apresentando os desafios da atenção a mulheres vítimas de violência sexual e Trench e Miyaschiro fazendo um curioso e reflexivo registro sobre o imaginário masculino sobre a questão da menopausa.

Com este trabalho, procuramos contribuir para a promoção da Saúde e dos Direitos Sexuais e Reprodutivos no Brasil, atualizando e sensibilizando profissionais de saúde para a importância desses temas.