SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 número2Heparinas de baixo peso molecular para profilaxia e tratamento de trombose venosa profunda na gravidezPortal de manuais do Hospital de Clínicas da Unicamp: amplo acesso às informações institucionais índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Bookmark


BIS. Boletim do Instituto de Saúde (Impresso)

versão impressa ISSN 1518-1812

Resumo

VENANCIO, Sonia Isoyama; PAIVA, Rui de; TOMA, Tereza Setsuko  e  BONFIM, José Ruben de Alcântara. Metilfenidato no tratamento do transtorno do déficit de atenção e hiperatividade em crianças e adolescentes. BIS, Bol. Inst. Saúde (Impr.) [online]. 2013, vol.14, n.2, pp. 237-246. ISSN 1518-1812.

O metilfenidato é um estimulante do sistema nervoso central, com efeitos mais proeminentes na atividade mental do que na atividade motora.  O modo de ação não é completamente conhecido, mas uma ação chave parece ser a inibição do transporte de dopamina. É indicado como parte de um programa amplo de tratamento do transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), que deve incluir medidas psicológicas, educacionais e sociais, em adultos e crianças acima de 6 anos de idade. Esta revisão analisou a eficácia e segurança do metilfenidato no tratamento de crianças e adolescentes com diagnóstico de TDAH. Fez-se busca bibliográfica em dezembro de 2012 na base de dados Center for Reviews and Dissemination (CRD), com a finalidade de identificar informes de Avaliação de Tecnologias de Saúde. De 54 registros, três foram selecionados para análise. Após análise destes documentos realizou-se busca por ensaios clínicos randomizados nas bases PUBMED e EMBASE, divulgados de 1 de junho de 2010 a 22 de fevereiro de 2013, porém nenhum foi selecionado para análise. As evidências científicas apontam as terapias de comportamento como primeira escolha no tratamento de crianças com TDAH até os 6 anos de idade. Acima desta idade o metilfenidato é indicado como fármaco de primeira escolha, devendo-se considerar a indicação de terapias de comportamento associadas, especialmente para crianças até os doze anos.

Palavras-chave : Metilfenidato; Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade; Crianças e Adolescentes.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português