SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 número2Teriparatida no tratamento da osteoporose em mulheres na pós-menopausa atendidas pelo Sistema Único de SaúdeUso profilático de palivizumabe na prevenção de infecção pelo vírus sincicial respiratório em crianças de alto risco índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Bookmark


BIS. Boletim do Instituto de Saúde (Impresso)

versão impressa ISSN 1518-1812

Resumo

ANDREA MOLINA LIMA, Silvana; RUBEN DE A. BONFIM, José; RACHED CAMPOS, Eneida  e  NASCIMENTO, Andréia. Voriconazol e caspofungina versus anfotericina B para tratamento de aspergilose em pacientes com neoplasias malignas hematológicas, neutropenia febril ou submetidos a transplante de órgãos. BIS, Bol. Inst. Saúde (Impr.) [online]. 2013, vol.14, n.2, pp. 205-212. ISSN 1518-1812.

Introdução: A anfotericina B é o antifúngico utilizado no Sistema Único de Saúde (SUS) para o tratamento de infecção fúngica invasiva (IFI). Novos antifúngicos estão sendo selecionados com pouca definição epidemiológica e elevado custo. Objeto: Realizar avaliação de tecnologia de saúde sobre a segurança e a eficácia de voriconazol (VOR) e de caspofungina (CAS) versus anfotericina (AmB) no tratamento de aspergilose em pacientes de risco: neoplasias malignas hematológicas, neutropenia febril ou submetidos a transplantes em geral. Método: Foram realizadas buscas de artigos nas bases de dados Trip Database, PubMed, LILACS e Cochrane. As palavras utilizadas para busca foram voriconazole, caspofungin, amphotericin, aspergillus e fusarium. Desfechos: sobrevivência, resposta terapêutica e descontinuidade do tratamento. Resultados: A análise principal considerou 3 revisões sistemáticas e 4 ensaios clínicos. Na análise auxiliar foram considerados 6 artigos (2 estudos de observação e 4 avaliações econômicas), 2 diretrizes e 2 artigos tipo editorial. Conclusão: O VOR e a CAS não são inferiores à AmB. Há indícios de superioridade desses dois fármacos em algumas condições específicas. É vital o avanço de novas técnicas diagnósticas precoces e específicas para a decisão do tratamento de pacientes com IFI, pois há maior eficácia e segurança no uso de antifúngicos em pacientes com infecção comprovada.

Palavras-chave : Voriconazol; Caspofungina; Anfotericina B.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português