SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 número1Prevalência do consumo abusivo de álcool em homens no estado de São Paulo: apontamentos para uma abordagem do alcoolismo na Atenção Básica à SaúdeA população adulta em situação de rua da área central do município de São Paulo e a vulnerabilidade às infecções sexualmente transmissíveis e Aids: um estudo descritivo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Bookmark


BIS. Boletim do Instituto de Saúde (Impresso)

versão impressa ISSN 1518-1812

Resumo

BARBOZA, Renato. Homens idosos e o HIV/Aids no campo da Saúde Coletiva: vulnerabilidades e desafios na quarta década da epidemiaElderly men and the HIV in the field of Collective Health: vulnerabilities and challenges in the fourth decade of the epidemic. BIS, Bol. Inst. Saúde (Impr.) [online]. 2012, vol.14, n.1, pp. 81-89. ISSN 1518-1812.

O artigo analisa as vulnerabilidades às DST/Aids dos homens idosos, na perspectiva de gênero/geração, identificando lacunas e caminhos para o fortalecimento das ações programáticas de prevenção primária e secundária no Sistema Único de Saúde (SUS). Realizou-se um estudo descritivo e exploratório baseado em uma revisão não sistemática dos artigos publicados na base SciELO após 2005 e na consulta às políticas, portarias e documentos de gestão publicados pelo governo federal após 2006. Os resultados evidenciaram o papel indutor do tema HIV/Aids na produção científica nacional e internacional no campo da Saúde Pública/Coletiva; o aumento da incidência dos casos de Aids notificados no país na população com 50 anos ou mais, em especial nos homens; a importância do reconhecimento das vulnerabilidades dos idosos na infecção pelo HIV/Aids associadas a uma baixa percepção de risco, ao desconhecimento e uso limitado dos métodos de prevenção, ao diagnóstico e tratamento tardio dos soropositivos e a processos de estigmatização, ancorados no duplo preconceito, envelhecimento e soropositividade para o HIV. Concluiu-se que os gestores da saúde, em parceria com a sociedade civil e a Academia, devem envidar esforços para desmistificar a invisibilidade e as vulnerabilidades da população idosa, aperfeiçoando as ações programáticas na perspectiva do envelhecimento ativo.

Palavras-chave : Saúde do homem; Vulnerabilidade em saúde; Envelhecimento.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português