SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número2Corpos na prostituição: práticas de saúdeCRT DST/Aids-SP implanta primeiro ambulatório para travestis e transexuais do país I índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Bookmark


BIS. Boletim do Instituto de Saúde (Impresso)

versão impressa ISSN 1518-1812

Resumo

JUNIOR, Nivaldo Carneiro; OLIVEIRA, Loreto Sampaio de; JESUS, Christiane Herold de  e  LUPPI, Carla Gianna. Migração, exclusão social e serviços de saúde: o caso da população boliviana no centro da cidade de São Paulo. BIS, Bol. Inst. Saúde (Impr.) [online]. 2011, vol.13, n.2, pp. 177-181. ISSN 1518-1812.

Fluxos migratórios hoje se constituem como uma questão social. Provocados por determinações políticas, econômicas, religiosas etc., resultam em impactos sociais. O Brasil destaca-se no cenário econômico, atraindo populações vizinhas por melhores condições de vida para grandes cidades, como é o caso de São Paulo, inserindo-se, a maioria, de forma precária. O maior contingente migratório é boliviano, com acentuada situação de vulnerabilidade e exclusão social, demandando cuidados específicos para proteção da saúde. Nesse contexto, o debate torna-se necessário para as políticas públicas e, dentre elas, as de saúde, referenciadas no Sistema Único de Saúde. Esse artigo objetiva descrever experiência em Atenção Primária à Saúde aos bolivianos que vivem no centro da cidade de São Paulo. É fundamental incorporar, no cuidado, questões relacionadas à identidade cultural, à desigualdade de gênero e à territorialização. Os programas de saúde, em geral, não são resolutivos para esse grupo. O “cardápio” que os serviços de saúde oferecem não provoca vínculos e não reconhece suas necessidades, particularmente em relação às mulheres, em maior vulnerabilidade - violências domésticas e no trabalho. Identificar as situações de vulnerabilidades, valorizando suas identidades, reconhecendo suas necessidades, entre outros elementos, tem nos pautado na organização do cuidado desse grupo, favorecendo, desse modo, a proteção e promoção da saúde e a inclusão social.

Palavras-chave : Bolivianos; Migração latina; Exclusão social; Atenção primária à saúde.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português