SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número1PPSUS e o desafio da incorporação dos resultados das pesquisas no estado de São PauloReferenciamento regional: compatibilizando universalidade e integralidade no SUS-SP índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Bookmark


BIS. Boletim do Instituto de Saúde (Impresso)

versão impressa ISSN 1518-1812

Resumo

DALLORA, Maria Eulália Lessa do Valle  e  SA, Marcos Felipe Silva de. Estruturação do sistema de referência regional para atenção hospitalar de média e alta complexidade no HCFMRP-USP. BIS, Bol. Inst. Saúde (Impr.) [online]. 2011, vol.13, n.1, pp. 26-32. ISSN 1518-1812.

A hierarquização do fluxo de pacientes é fator preponderante no Sistema Único de Saúde (SUS). Em 2000, o Hospital das Clínicas da Faculdades de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCFMRP-USP) descentralizou o agendamento das novas consultas eletivas e implantou Centrais de Regulação de Consultas, nos Departamentos Regionais de Saúde (DRS) de sua área de abrangência. O objetivo foi o de avaliar o impacto da implantação das Centrais de Regulação na organização do fluxo de pacientes e na efetivação do Hospital como referência terciária. Como metodologia, verificou-se o grau de aproveitamento da agenda oferecida aos DRSs, período 2000 a 2005, e a coerência entre a complexidade dos casos encaminhados com o papel terciário do Hospital. Nenhum DRS aproveitou a totalidade das vagas disponibilizadas. A taxa média de agendamento e absenteísmo (66,2% e 22,4%, respectivamente) não se alteraram no período. Da totalidade das vagas oferecidas, apenas 37,9% foram absorvidas pelo sistema hospitalar. A baixa complexidade representou 41,5% (2000), e 39,3% (2005); a coerência dos encaminhamentos com os protocolos de acesso foi 74% (2000) e 75,5% (2005). Conclui-se que a descentralização da agenda do HCRP para os DRSs não apresentou melhorias significativas no aproveitamento das vagas e na consolidação do Hospital como referência terciária, e que são necessários investimentos na capacitação dos gestores para otimização dos serviços prestados pela rede de saúde.

Palavras-chave : Gestão em saúde; acesso aos serviços de saúde; administração de serviços de saúde.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português