SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 número3A licença-maternidade e sua influência sobre a amamentação exclusivaDireito à saúde, auditorias cívicas e sustentabilidade no Sistema Nacional de Saúde na Itália índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Bookmark


BIS. Boletim do Instituto de Saúde (Impresso)

versão impressa ISSN 1518-1812

Resumo

RIOS, Gabriela Sintra  e  SILVA, Ana Lúcia da. Amamentação em presídio: estudo das condições e práticas no Estado de São Paulo, Brasil. BIS, Bol. Inst. Saúde (Impr.) [online]. 2010, vol.12, n.3, pp. 293-299. ISSN 1518-1812.

Este artigo tem o objetivo de analisar o processo de amamentação em presídio feminino no Estado do São Paulo (Brasil). Para tanto, foi feita uma pesquisa qualitativa do tipo exploratório-analítica. O estudo ocorreu no Centro de Atendimento Hospitalar à Mulher Presa, na cidade de São Paulo. Entrevistaram-se vinte mães em amamentação exclusiva e três profissionais envolvidos em práticas de promoção da amamentação. Observadas as questões éticas, gravaram-se entrevistas semiestruturadas que, transcritas, foram analisadas empregando-se a análise de conteúdo temática. Como resultados, as mães apontaram: o valor do leite materno como fonte de vitaminas e proteção contra doenças; a importância do vínculo criado durante a amamentação; e o sofrimento causado pela separação entre a mãe e o bebê, já que as mulheres permanecem com seus filhos por apenas quatro meses. Os profissionais focaram: a importância da amamentação para a criança nos primeiros meses de vida; o fato de não estarem preparados para receber e abrigar mães que amamentam; e a relevância das pesquisas científicas, como estímulo para outros profissionais no aprimoramento da qualidade deste serviço. Conclui-se que a amamentação foi vista como relevante, ressaltando que toda criança tem o direito à proteção, à vida e à saúde. Identificou-se que a amamentação em presídios femininos é realidade, embora haja impedimentos de se cumprir o que está previsto pela legislação, tornando-se necessária a criação de disposições que possam garantir efetivamente a prática de amamentação em presídios femininos

Palavras-chave : Aleitamento; mãe presidiária; pesquisa qualitativa.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português